Cinema ao ar livre em Arniqueira

Cine Circular leva cinema gratuito a seis regiões administrativas até o fim de setembro. Águas Claras será a penúltima cidade visitada

Levar cinema gratuito a regiões administrativas do Distrito Federal é a proposta do Cine Circular. Até 1º de outubro, filmes variados serão exibidos em Águas Claras (Arniqueira), no Recanto das Emas, em Samambaia, em Sobradinho e em Taguatinga.
A abertura do projeto, que conta com recursos da Lei de Incentivo à Cultura (LIC), da Secretaria de Cultura, será no sábado (26 de agosto), no Estacionamento 5 do Parque da Cidade, com retirada de ingressos às 16 horas e abertura dos portões às 18h30. Na

ocasião, serão distribuídos pipoca e refrigerante para o público.
A ideia do Cine Circular nasceu de uma iniciativa semelhante — cinema a céu aberto —, que ocorreu no Pontão do Lago Sul há alguns meses. “No evento do Lago Sul, os espectadores das outras regiões foram em número muito menor, até por uma dificuldade de deslocamento”, conta o produtor executivo do Cine Circular, Moacir Costa.
O nome do projeto, aliás, remete ao compromisso em facilitar o acesso à sétima arte. “Em todas as cidades, a linha circular do transporte coletivo é a mais conhecida”, explica Costa.
Além disso, a escolha das películas exibidas levou em conta a atualidade e a classificação indicativa. “É um evento voltado para a integração familiar. Alguns filmes saíram recentemente de cartaz. O domingo, por sua vez, é exclusivo para as crianças”, acrescenta o produtor executivo.
O público estimado por dia é de 700 pessoas. Antes de cada sessão, se apresentam grupos artísticos locais, e será exibido um curta-metragem produzido no DF.
A qualidade da projeção é outro fator essencial. “Os equipamentos de sonorização e a tela são os mesmos usados em salas de cinema comercial. Quisemos trazer qualidade de produção para o público”, garante o organizador.
Concurso de redação

Após a temporada nas regiões administrativas, o projeto doará uma sala de cinema a uma escola da rede pública de Brasília. Para isso, será feito um concurso de redação, e o colégio do estudante vencedor ganhará projetor, tela e equipamento de som.
O custo do projeto Cine Circular é de cerca de R$ 700 mil, com recursos obtidos por meio da LIC.