Rotary de Águas Claras reconduz seu presidente

Clube social da cidade presta serviços nas comunidades carentes de cidades próximas

Antônio Luiz Viana Ribeiro foi reeleito presidente do Rotary Club Park Way – Águas Claras. Arquiteto aposentado, pai de quatro filhos, avô de duas netas, o mineiro de Belo Horizonte esteve em dois momentos como membro do Rotary Club. Primeiro de 1992 a 1996 quando morava no Guará e frequentava o clube do Sudoeste, e agora em 2015 retornou à instituição em Águas Claras. No ano seguinte ao seu regresso – 2016 – foi eleito presidente, e reeleito agora em 2017. A duração de cada mandato começa em julho e vai até junho do ano seguinte. Assim, Viana permanecerá na presidência da unidade de Águas Claras até junho de 2018.
Os membros e o presidente não tem retorno financeiro nenhum, pelo contrário, investem como podem, organizam eventos para arrecadar fundos para manter suas ações em prol da sociedade mais necessitada. O clube não tem vínculo com nenhuma organização religiosa ou política, todos os cidadãos são bem-vindos. “Todo mundo pode participar do Rotary, principalmente quem tem boa vontade para trabalhar com a comunidade, cada faixa etária tem clubes específicos, e também para as mulheres tem a Casa da Amizade que é muito ativa e cheia de eventos”, diz Viana. No Distrito Federal são 38 clubes.
Projetos
O Rotary Club Park Way – Águas Claras tem atualmente 13 membros que se reúnem às terças-feiras às 20h, na sede do clube no Shopping Vista, em Águas Claras, onde juntos desenvolvem e mantêm o Projeto Saúde Bucal. O programa atende gratuitamente crianças carentes do Riacho Fundo II com atendimento agendado. A Polícia Militar cedeu o espaço para o Rotary no próprio posto policial, a Universidade Católica colabora oferecendo alunos do curso de odontologia para estagiar no Projeto, e o Rotary custeia o material necessário para a realização dos atendimentos e o profissional técnico (dentista) que dá o suporte aos alunos.
A demanda de pacientes é grande, muita gente solicita os serviços do Projeto Saúde Bucal. Recentemente, mais uma cadeira foi instalada no local para que mais pessoas sejam atendida – agora são três cadeiras odontológicas. Uma triagem é feita com os solicitantes de atendimento para que somente os mais carentes sejam prioridade.
Clarindo Carlos da Rocha, coordenador dos projetos sociais do Rotary Águas Claras, revela que o Riacho Fundo II foi escolhido quando ele procurava uma cidade com pouca infraestrutura, e que precisasse realmente de serviços odontológicos. Na época, ele conheceu o Comandante Alckmin, responsável pela corporação do

O Projeto Saúde Bucal, mantido pelo Rotary, atende gratuitamente crianças carentes do Riacho Fundo 2

Riacho Fundo II, que prontamente ofereceu para construir o espaço destinado ao Projeto Saúde Bucal, e a população ajudou com a construção. “Esse tipo de parceria com a polícia também cooperou para que eles fossem melhores vistos pela sociedade, é como se fosse um efeito colateral bom”, pontua o presidente Viana.
O Clube
O Rotary Club tem uma grande aceitação por parte da população – o coordenador de projetos sociais Clarindo Carlos da Rocha afirma que “o Rotary tem uma afinidade séria, sem problemas políticos, e trabalha servindo a comunidade, daí não tem nenhuma resistência de qualquer que seja a entidade ou indivíduo, por causa da retidão que agimos.”
Para o novo período sob a presidência de Viana, o grupo pretende ampliar o Projeto Saúde Bucal, renovando os equipamento, organizando palestras, jantares e atividades para a divulgação do clube de Águas Claras.