Vacinas pertinho de casa

População tem usado bastante o serviço do novo posto de vacinação na avenida Araucárias. Na primeira semana de funcionamento mais de 50 pessoas foram vacinadas por dia

O posto de vacinação fica na praça Rouxinol, em frente ao Sigma, na avenida Araucárias, e funciona de segunda à sexta de 7h30 às 17h30

O primeiro posto de vacinação vertical da cidade acaba de ser inaugurado e já é sucesso entre os moradores de Águas Claras. A abertura aconteceu segunda-feira (14 de agosto), com a presença de vários nomes importantes no cenário político da cidade e do Distrito Federal ,como o governador, Rodrigo Rollemberg; o administrador regional de Águas Claras, Valdeci Machado; a deputada distrital, Telma Rufino; e o secretário de Saúde do DF, Humberto Fonseca.
O novo posto de vacinação está instalado no antigo posto policial da praça Rouxinol, em frente ao colégio Sigma. O posto policial que estava desativado e sem utilidade para a comunidade, passou por uma reforma, que custou cerca de R$ 60 mil, e foi custeada pelos cofres públicos e empresas particulares.
O atendimento acontece de segunda à sexta, no horário das 7h30 às 17h30 A enfermeira Michele Campos Santos alerta os moradores que acreditam que na vida adulta não precisam mais tomar vacinas. “O adulto precisa se atentar para a vacina de tétano (ou DT, difteria e tétano), hepatite B, tríplice viral, febre amarela”, diz a enfermeira.
Para os adolescentes, além de todas estas citadas, é importante que sejam vacinados contra a HPV, meninas de 9 a 13 anos e meninos de 11 a 13 anos. E, como novidade, um reforço da vacina contra a meningite entrou para o calendário dos adolescentes de 12 a 14 anos. Quem estiver com dúvidas sobre doses e reforços que precisam tomar, pode comparecer à unidade de vacinação com um documento de identificação e seu cartão de vacina que as profissionais capacitadas analisarão cada caso.
Procura
O serviço do posto tem sido muito solicitad – cerca de 50 a 60 atendimentos por dia. Esse número refere-se à quantidade de pessoas atendidas, mas um bebê, por exemplo, pode tomar até quatro vacinas no mesmo dia. Então, se levar em consideração o número de doses de vacinas aplicadas por dia, o trabalho da equipe de saúde é bem grande. “Ainda não sabemos se a demanda será sempre assim ou se é pelo momento da inauguração”, avalia Michele Santos.
O posto de vacinação é exclusivo para o atendimento de imunização – triagem, aferição de pressão e outros serviços não serão realizados no local. A enfermeira também informa que a vacina antirrábica não está disponível no posto, apenas no Centro de Saúde 3, em Taguatinga.

“Fiquei surpresa com o ótimo destino que deram para o posto abandonado, precisávamos atualizar as vacinas contra hepatite e não precisei ir para outra cidade.”
Suzyanne Nunes, professora, com as filhas Fernanda e Eduarda
“Tomei a primeira dose da hepatite B em Taguatinga, agora posso tomar a segunda na minha cidade. Essa utilidade para o posto desativado deveria servir de exemplo para outras cidades que têm os mesmos postos abandonados. A única coisa que está faltando é um sistema de senha, com painel ou plaquinhas de metal com número. Tá meio confuso a ordem de ser atendido. Cada um tem que lembrar na cabeça quem está na sua frente, eu mesmo me confundi e ia passando na frente de outra pessoa sem querer.”
Diogo Alencar, comerciante
“Viemos atualizar nossas cadernetas, achei ótimo! Vejo o posto da janela do meu apartamento e sempre vou precisar dos serviços por causa do meu filho pequeno. Hoje está muito cheio, se for sempre assim vai precisar de mais funcionários para agilizar o atendimento.”
Elaine Claro, fisioterapeuta, com os filhos Arthur e Gustavo
“É bom demais ter inaugurado esse posto aqui, é pertinho de casa, vamos viajar para fora do país e precisávamos atualizar nossas cadernetas de vacina. Estou achando o serviço excelente.”
Lucílvia Guedes, empresária, acompanhada da filha Nicole