Seu pet lambe muito a pata?

Águas Claras reúne um grande número de pets. Sejam os cachorros que passeiam com seus donos pelas ruas, ou, ainda, os gatos, que tanto se identificam com a vida nos apartamentos. Essa proximidade faz com que se tornem membros de nossas famílias, convivendo no dia a dia. Assim, os animais acabam propensos a doenças e problemas que eram restritos aos adultos, e são muitas as dúvidas que cercam esse assunto. É comum os tutores relatarem que, como forma de aliviar o estresse acumulado, às vezes por ficarem muitas horas sozinhos, os animais adquirem o hábito de lamber as patinhas. Entre os vários sintomas emocionais e de ansiedade que os bichinhos apresentam, lamber demais as patinhas não é um deles.

A veterinária dermatologista Roberta Azevedo, mestranda em Bem-Estar Animal pela UNISA, em São Paulo, explica que “as lambidas em excesso, independente de serem as traseiras ou as da frente, são um sintoma dermatológico. Significa que, por algum motivo a patinha do animal está coçando e ele lambe para sentir alívio. É importante explicar que essa alergia, aparentemente simples, se não tratada corretamente pode causar outras infecções e complicações que comprometem até a vida do pet”, conclui.

O diagnóstico preciso é feito por um especialista dermatológico, que consegue identificar os principais sintomas da coceira logo no início. Os tutores precisam estar sempre atentos aos hábitos e comportamento de seus “filhos de quatro patas”. Roberta, que é moradora de Águas Claras, atende em domicílio e com hora marcada na cidade e proximidades. Outras informações no whatsapp (61) 98200-6854  e também no Instagram @dermatologiaebemestar