Um pedaço do nordeste em Águas Claras

O início das atividades na cidade vertical do DF é recente, inaugurado em maio deste ano.  Porém a história começou muito antes, há mais de 30 anos na Asa Sul, onde chamava-se Feijão Verde. O cardápio nordestino e o clima de interior continuam o mesmo e a mudança de nome é uma homenagem a mulher nordestina que tanto representa o povo brasileiro.

A casa já esteve em Águas Claras antes, em 2011. Porém, ainda não era a hora de criar raízes por aqui. Atualmente, o restaurante localizado na 301, parece ter saído de um filme com a temática do agreste. A decoração reproduz, as mesas, as redes, os cactos, que enaltecem essa região tão rica do nosso Brasil.

O casal de empreendedores responsável pelo Severina Marcus e Patrícia Linhares, conta que “Tudo aqui foi pensando para ser um cantinho do nordeste em Brasília, fazendo as pessoas se sentirem em casa e aliviarem um pouco da saudade, saboreaream a comida, e lembrarem do clima que só existe lá”, explicam.

No cardápio delícias como, sarapatel, carne de sol, escondidinho, queijo coalho, mandioca frita, escondidinho, frango sertanejo. Além de sorvete de tapioca com melado de cana, opções de drinks. Há opções a partir de R$ 19,90.

O espaço está disponível para confraternizações de fim de ano, com cardápio nordestino e opção de música ao vivo, a partir de 50 convidados. É preciso consultar as datas existentes.Outras informações no @severinaaguasclaras