Tricologista explica sobre os benefícios e os cuidados com as laces e perucas

Famosas em clipes, novelas, filmes nesta edição do BBB a bailarina Brunna Gonçalves exibe diversas cores e modelos. As laces e perucas caíram no gosto das brasileiras.

Seja para uma mudança instantânea de visual ou ainda para driblar as transformações durante a transição capilar elas estão nas cabeças de anônimas e famosas.

Os acessórios capilares também são uma opção para as mulheres que não querem alongar os fios permanentemente, evitando assim a tração dos cabelos com o uso de apliques e alongamentos.

A lace é colada na testa garantindo maior fixação e também mais naturalidade, já a peruca é somente ajustada na cabeça, mas é mais prática na higienização.

“Ambas precisam ser frequentemente higienizadas para evitar a proliferação de fungos (que são naturais do couro cabeludo), caspa, aumento da oleosidade no couro cabeludo e queda capilar. Logo, nada de ficarem semanas com a lace ou a peruca sem higienizá-las adequadamente ou lavar os cabelos.

Outro cuidado importante com a lace é que como a fita com cola é fixada na testa os cabelos dessa região podem acabar sendo arrancados na manutenção e não nascendo mais. Então não é indicado o uso freqüente. Assim os fios são preservados”, explica a tricologista Valine Alencar.