Parque Educador seleciona 63 escolas para o primeiro semestre

Aulas presenciais do projeto de fortalecimento da educação ambiental começam no dia 15 de março em seis unidades de conservação

Instituto Brasília Ambiental, por meio da Unidade de Educação Ambiental (Educ), selecionou 63 escolas públicas do Distrito Federal para o primeiro semestre do projeto Parque Educador. O processo seletivo contou com 151 inscrições e as escolas escolhidas abrangem 19 regiões administrativas. Confira aqui o resultado.

Os alunos participantes do programa terão aulas nos parques ecológicos Saburo Onoyama (Taguatinga), Três Meninas (Samambaia), Riacho Fundo, Águas Claras, Sucupira/Esecae (Planaltina) e Monumento Natural Dom Bosco (Lago Sul) | Foto: Divulgação/Instituto Brasília Ambiental

Com início previsto para 15 de março, as atividades são voltadas para educação integral, ambiental e patrimonial nas unidades de conservação (UCs) sob gestão do órgão ambiental. “Além da expectativa de atender mais de 2.800 estudantes, o grande diferencial é que, neste ano, será 100% presencial”, afirma o coordenador do programa, Luiz Felipe Blanco de Alencar.

Os alunos participantes terão aulas nos parques ecológicos Saburo Onoyama (Taguatinga), Três Meninas (Samambaia), Riacho Fundo, Águas Claras, Sucupira/Esecae (Planaltina) e Monumento Natural Dom Bosco (Lago Sul).

 

Integração ambiental

O programa, iniciado em 2018, já atendeu a mais de 10 mil alunos em todo o DF. Foi pensado e idealizado para fortalecer a educação ambiental, ampliar o espaço educativo das escolas públicas e aumentar a integração dos parques com a comunidade. Os conteúdos estudados em sala de aula são ampliados por meio de trilhas guiadas, oficinas, práticas integrativas de saúde, palestras e vivências com a natureza.

As inscrições para o primeiro semestre de 2022 ocorreram no período de 1º de fevereiro a 2 de março e foram realizadas através do site oficial do Brasília Ambiental.