Ser elegante é o novo padrão para estar bem vestido?

Consultora de imagem dá dicas para looks elegantes que valorizam a individualidade de cada mulher
 
 
Quando falamos sobre se vestir bem, logo vem à mente de muitas mulheres a elegância. Mas, será que este é o novo padrão de referência sobre o que é se vestir bem?
 
Hoje, vivemos em desacordo sobre o que é certo ou errado vestir. Visto que a moda hoje é democrática, ao mesmo tempo em que impõe as suas regras e padrões. Ou seja, ou a mulher se joga e usa o que quer ou se encaixa nas regras com o intuito de parecer mais elegante, o que parece ser a coisa certa a se fazer, quando o intuito é estar bem vestida. Porém, isso é um grande equívoco, é possível estar bem vestida usando roupas básicas ou ainda deliciadas, clássicas, extravagantes. Tudo depende do bom sendo e do bom gosto para escolher as peças e elaborar looks de acordo com a identidade pessoal de cada mulher e adequação ao meio e ambiente em que está inserida.
 
 
         Mais do que roupa, quando se escuta pessoas falando sobre estar elegante, não é algo que se limite apenas á vestimenta. Mas também ás características como, ser educada, discreta, recatada. E isso vem desde as antiquadas regras para se vestir, que hoje estão mesmo fora de moda.
 
         O que acontece é que muitas vezes as pessoas confundem elegância com regras de etiqueta ou com ser educado. Regras de etiqueta podem ser adeptas a qualquer mulher, de qualquer estilo, e ser educado é obrigação de todos.
 
         A consultora de estilo Karol Stahr explica que “Para um estilo elegante o mais indicado é inserir peças com qualidade e o diferencial de tecidos, caimento. Dessa forma, independente do seu estilo, você transmitirá certa elegância, a partir do momento que seu visual transmitir qualidade. Isso porque o estilo elegante tem como base uma mulher exigente, que preza por qualidade, e isso é transmitido através do que ela veste. Ela transmite zelo, limpeza e leveza em suas peças, que são principalmente em tecidos fluidos, tonalidades neutras claras e poucos detalhes no visual. Então, se seu objetivo é estar com um toque elegante em seu visual, essas são as ferramentas. Agora, sobre ser educada, isso é característica minha, sua e de qualquer pessoa, independente do estilo. Não adianta você ser super educada e mal vestida. Você não será elegante. Assim como é possível uma mulher de estilo elegante estar muito bem vestida, dentro de seu estilo, mas não ser educada. Seguir um padrão elegante de vestimenta não é uma regra, nem a única forma de estar bem vestida. Você pode estar bem vestida sendo você mesma. Agora, ser educada já era moda há anos atrás, é moda hoje e continuará na moda amanhã. Essa “regra” não tem a ver com etiqueta, nem com ser elegante. É  uma regra para a vida”, contextualiza.