Nova área do Parque de Águas Claras é aberto aos frequentadores com novas ciclovia e coopervia

O governador Rodrigo Rollemberg e o Ibram entregam neste sábado, 8 de dezembro, às 9h, a nova área agregada ao Parque Ecológico de Águas Claras. São mais 31 hectares que foram acrescidos, fazendo com que a nova poligonal da grande área de lazer some agora tem 113,46 hectares. O novo espaço já será entregue com um moderno circuito de ciclovia e coopervia, com 3,5 km de extensão, projetados de maneira oferecer segurança aos praticantes de corridas e caminhadas.

 A ampliação foi feita em junho passado, após decreto do governador cedendo o espaço que pertencia à Residência Oficial de Aguas Claras, Roac.  Com a inclusão da nova área, também será possível a construção de uma nova via para entrada e saída para automóveis ligando a EPTG às áreas internas de Águas Claras, previstas para o próximo ano.

No evento de sábado, além de um passeio de estreia de ciclistas, haverá também o plantio simbólico de arvores nativas do Cerrado, por estudantes de escolas públicas e privadas. O governador também irá visitar a nova quadra de futebol de grama sintética do Parque, com 620 m², toda reformada pelo Ibram. Nessas obras, foram investidos R$ 124.309,00, recursos oriundos de compensação ambiental.

Criado em 15 de abril de 2000, pela Lei Complementar nº 287, além de oferecer aos moradores da cidade o contato direto com exuberante e preservada natureza, o PEAC tem ainda a missão de proteger o acervo genético da flora e da fauna nativas do Cerrado e algumas nascentes que integram importantes áreas de recargas de aquíferas lá registradas. O Parque também é um a referencia na área de pesquisas e educação ambiental, a partir do Centro de Referência em Educação Ambiental do Ibram, onde são realizadas, em parceria com a Secretaria de Educação, oficinas permanentes com estudantes, além de visitas guiadas. Ampliando esse programa de sucesso, recentemente o Instituto inaugurou o Ambiente com Ciência, uma exposição permanente voltada a apoiar essas ações dos professores, que educa e conscientiza mais de três mil alunos a cada ano.

Antes da expansão, o Parque tinha pouco menos de 96 hectares. Mas já oferecia uma boa estrutura para os frequentadores, com trilhas para caminhadas, ciclovias, várias quadras de voleibol e futevôlei e áreas de convívio. Exatamente como foi planejado, é uma mancha verde e uma rica reserva ecológica incrustada em um cenário repleto de concreto, com seus prédios altos e modernos, uma característica da cosmopolita Águas Claras.

A construção da ciclovia, quadra sintética e a implantação de toda a estrutura da nova área de expansão do Parque Ecológico de Águas Claras foram possível graças a um trabalho integrado do Ibram, Novacap, DER e Secretaria de Estado de Infraestrutura e Serviços Públicos. Os Somente a Sinesp investiu R$ 245.275,68 na iluminação pública da nova área, onde foram instalados 62 postes de aço curvo simples, todos com 7, 5 metros de comprimento e luminárias LED de 80 watts, permitindo que os passeios na nova área possam ser feitos também à noite.