Criação da RA de Arniqueira, Areal e ADE será debatida no dia 5 de agosto

Arniqueira, Areal e ADE estão mais próximos de ganhar independência administrativa. A edição desta terça-feira (31) do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), traz a convocação para Audiência Pública que discutirá a criação da Região Administrativa dos bairros.

A Audiência Pública proposta pelo Governo do Distrito Federal é uma das exigências para a criação da nova RA e será realizada no dia 5 de agosto, às 19h30, na Escola Classe Arniqueira. A presença da população é fundamental. A previsão é que o projeto seja apreciado pelo Plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal na primeira quinzena de agosto

Foto: Mardônio Vieira

Luta de Telma Rufino

Moradora do Setor Habitacional Arniqueira, desde que assumiu o seu primeiro mandato Telma Rufino trabalha para assegurar a regularização e a emancipação da região, hoje pertencente a Águas Claras. A parlamentar encontrou o apoio necessário para a mudança no governador Ibaneis Rocha que, desde janeiro, pautou o assunto como uma das prioridades para o ano de 2019.

“Temos muitas necessidades e os recursos enviados para a Região Administrava se concentram na parte vertical de Águas Claras. A criação da RA vai permitir uma distribuição mais justa das verbas, tal como o envio direto de minhas emendas parlamentares para cá, explicou a parlamentar, que disse tratar-se de uma conquista a ser comemorada.

“Como moradora, posso assegurar tratar-se de uma conquista muito importante e aguardada com grande expectativa pela comunidade. Como parlamentar, a emancipação representa o cumprimento de mais um compromisso firmado com a população de Arniqueira, que também compreende Vereda da Cruz e o Veredão, do Areal e da ADE”, explicou.

Ainda de acordo com a parlamentar, a mudança acontece em um momento muito importante, pois coincide com o final do processo de regularização do Setor Habitacional Arniqueira. “Com a regularização e a possibilidade da derrubada da Ação Civil, as obras de infraestrutura poderão ser realizadas. Para isso, precisaremos de autonomia para poder trazer os recursos e realizar as obras em Arniqueira, no Areal e na ADE. A população é muito grande e temos necessidades que vão desde a implantação de uma rede de drenagem a construção de escolas, creches, unidades de saúde e espaços de lazer”, completou.