Servidores contra a privatização da Caesb

Na tarde do dia 5 de agosto, quarta-feira, centenas de servidores da Caesb, todos vestidos de azul, se reuniram para dar um abraço simbólico na companhia contra a privatização. Após o governador Ibaneis anunciar que pretende privatizar as empresas do GDF, os empregados da Caesb, que tem sua sede em Águas Claras, começaram a se movimentar contra a proposta, e garantem que a empresa não está quebrada, e que existem interesses escusos por trás da intenção da venda à iniciativa privada.
De acordo com os servidores, no Demonstrativo Financeiro da empresa de 2018, divulgado no próprio site da Caesb (https://www.caesb.df.gov.br/ demonstracoes-financeiras.html), está demonstrado que grande parte da dívida é relativa a investimentos realizados ao longo dos últimos anos para resolver a maior crise hídrica da história do DF, mas são investimentos que serão pagos a longo prazo com o retorno da arrecadação pelo aumento do consumo da água.