As muitas histórias de José Geraldo

 Coluna Holofote – Vanessa Castro/Foto: Arquivo pessoal 

Conheci o Geraldo no segundo semestre da faculdade, e me cativou sua facilidade em contar histórias, sejam faladas ou escritas. Desde então, somos amigos e já dividimos muitos momentos tristes e felizes na eterna escola da vida.

  Sua vida profissional passou por redações de veículos como o Jornal do Brasil, O Estado do Maranhão e por inúmeras salas de ensino superior de Comunicação, como as da Universidade Católica e da Estácio Brasília. Há, ainda, os prêmios que ganhou nos concursos do SESC e as tantas revisões e traduções literárias.

  Encontro-o com frequência caminhando pelas ruas da nossa cidade vertical ou no supermercado. O carioca é um dos caras mais cultos e leves que conheço e ocupa o posto vitalício de revisor dos meus textos e releases. Para 2020, que ele retorne às salas das faculdades com todo o seu repertório de boas histórias e vivências. A comunicação mudou, o jornalismo e a publicidade também, mas ainda é necessária, e sem prazo de validade, a afinidade e cumplicidade com as palavras.