Chicão, novo administrador de Águas Claras, aposta na articulação

Administrador tomou posse ontem e promete ampliar as conversas para trazer recursos e melhorias para a cidade

Com a saída de Ney Robsthon, Francisco de Assis da Silva, o Chicão foi confirmado como administrador Regional da cidade. Os dois já se encontraram e trocaram impressões para garantir a continuidade do trabalho realizado. Para o novo administrador, é fundamental que as obras iniciadas sejam concluídas e que os projetos iniciados pela gestão anterior tenham continuidade. Experiente na gestão de cidades e no governo, foi administrador de Samambaia e subsecretário da Secretaria de Economia e Desenvolvimento Sustentável, revela ter grandes planos para a cidade e vai investir na relação com a Câmara Legislativa e outros órgãos do GDF para viabilizar os planos.

Como ficam as obras e projetos em andamento?

As obras continuam normalmente, hoje as calçadas estão sendo feitas na quadra 101, e vamos acompanhar até o fim do investimento. Tudo que foi iniciado vai ser concluído e vamos trazer ainda mais melhorias para a cidade.

 

Como o senhor pretende ampliar o investimento em Águas Claras?

A Administração Regional ão tem recurso nenhum para este ano. Vamos tentar junto aos deputados a transferência dos recursos para a cidade. A deputada Julia Lucy trouxe estes R$ 500 mil, ainda em 2019, e o deputado Agaciel Maia já sinalizou que vai transferir suas emendas para Águas Claras. Vamos dar continuidade às obras e articular com a Câmara Legislativa e o governador Ibaneis Rocha para que Águas Claras seja uma cidade ainda melhor.

 

Com o contrato de aluguel da sede da Administração de Águas Claras quase no fim, para onde vai o órgão?

Ainda não sabemos para onde vai a Administração de Águas Claras. Mas, mesmo que seja preciso alugar outro imóvel, vamos terminar o projeto para a nova sede. Nosso objetivo é construir uma sede própria para a Administração de Águas Claras em breve, que seja adequada a receber a população e prestar todos os serviços disponíveis pelo GDF e parceiros.