Queda capilar e o coronavirus

Relatos de pessoas com queda capilar severa viralizam nas redes sociais. Especialista explica causas.

Entre os sintomas já conhecidos da covid-19, como febre, dor no corpo, diarreia, falta de paladar, quem teve a doença relata, ainda, uma severa queda capilar, que varia entre alguns dias ou meses após o diagnóstico. Nas redes sociais, relatos diversos com a queixa viralizam. Em Águas Claras, a tricologista Valine Alencar tem atendido diversos casos.

“Como o vírus ataca severamente o corpo, o organismo vai priorizar o funcionamento dos órgãos vitais afetados, como o caso dos pulmões, por exemplo. Isso se chama priorização metabólica, que garante a sobrevivência. O cabelo cai em diferentes momentos, seja com 15 dias ou entre dois a três meses devido ao ciclo de nascimento capilar, mais próximo da etapa de dormência, na qual a queda dos fios já ocorre normalmente. Como o couro cabeludo tem muitos vasos sanguíneos, também é atingido pelas ações do vírus no organismo. Aqui, atendemos o paciente com um protocolo diverso, desde a desintoxicação do organismo, aos cuidados com o couro cabeludo e com os cabelos. Assim, conseguimos recuperar os fios perdidos com a doença”, explica a especialista Valine Alencar.

A professora Luana Chagas, que teve o covid-19, relata a experiência assustadora com a grande perda de fios. “Depois de dois meses, após ter a covid-19, o meu cabelo voltou a cair de uma forma desesperadora, e lavar os cabelos passou a ser bem traumático. Eu já tinha feito um tratamento com a Valine para a minha calvície e estava muito satisfeita com o resultado, pois meu cabelo estava mais volumoso e cheio. Como já conhecia o trabalho dela, voltei para o tratamento e estou muito confiante para recuperar os meus cabelos”, conta.

A tricologista Valine Alencar atende em seu espaço no Edifício Albany Medical Center, na rua 5 norte em Águas Claras.

Outras informações: www.valinealencartricologia.com ou no Instagram @valinealencar.tricologia